Busca ativa escolar



Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, no Brasil, mais de 2,8 milhões de crianças e adolescentes de 4 a 17 anos estão fora da escola. A exclusão afeta principalmente meninos e meninas das camadas mais vulneráveis da população.  Encontrar cada uma delas, retirá-las desse contexto de exclusão e trazê-los para a escola. Pensando nisso, o UNICEF, o Instituto TIM, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação e o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social lançaram a Busca Ativa Escolar.
A plataforma gratuita buscaativaescolar.org.br auxiliará municípios a enfrentarem a exclusão escolar. A proposta visa oferecer, em um mesmo ambiente digital, conteúdos e ferramentas tecnológicas para que representantes de diferentes áreas do poder público possam identificar crianças e adolescentes que estão fora da sala e tomar as providências necessárias para sua (re)matrícula e permanência.
O processo começa com um estudo sobre uma criança ou um adolescente que esteja fora da escola. Ao encontrar um desses meninos ou meninas, o agente comunitário envia o alerta, por meio de SMS, aplicativo e site. A partir daí, um grupo intersetorial de profissionais inicia uma série de ações, que vão desde uma conversa com a família, para entender as causas da exclusão, até o encaminhamento do caso para as áreas responsáveis.

Novanês Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUBSCRIBE