19 de junho de 2018

curtas de hoje

Um click de reconhecimento com os Cerimonialistas
Magna Fernandes, Alberto França
  end  Ádamo Rocha em serviço !! Uma maratona de eventos.
Imagem
Não posso desperdiçar...sou tiete1 
grande admiração por tamanha coragem, determinação e exemplo de humildade da 
Secretária de Segurança do meu RN - SHEYLA FREITAS.

18 de junho de 2018

apagando velinhas

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Os vivas hoje seguem recheado de muitas felicidades para matriarca da familia Andrade
 JOANA DARC,que apaga velinhas de aniversário ao lado do esposo  Francisco Andrade e dos filhos:
Jhony, Karisia e Ana Maria.

A festa está por conta da organização dos netos.

Felicidade querida.tim tim 

Enlace Matrimonial

A coluna traz hoje flashes da união matrimonial de MONARA  e RENATO, que disseram sim com cerimônia celebrada no templo Assembléia de Deus em Patu .Após a celebração, os nubentes receberam os convidados com uma elegante recepção no salão de festa da Boate Pântano, que esteve impecável. 



Noivos Monara e Renato
em pose para o álbum de família



A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo José Claudio, pessoas sorrindo
nubentes ao lado do  casal:
Alina Félix e o
esposo, escritor Cláudio Rosa

Presidente da Camara de vereadores de Patu
 Lucélia Ribeiro e seu querido Gledson Solano

A imagem pode conter: Isak Alves Rosa e Paulinha Cavalcante, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Issac  Alves e esposa
cabeleireira top Paulinha Cavalcante

A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo Evilásia Gildenia Oliveira, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
simpatia da cantora gospel Vania Belo ladeada das
nobres:
 Evilásia Gildênia (ex-prefeita de Patu) e
Dayane Câmara (primeira -dama do município)

CRÉDITOS CEDIDOS

RELAX





A imagem pode conter: Jakeline Dutra, sorrindo, nuvem, céu, árvore e atividades ao ar livre

Eles aproveitam cada segundo pra viajar e viver momentos
 in love.

Jakeline Dutra e seu amado dessa vez, chegaram no CANADÁ.
Previsão de volta? Prá que? se o bom da vida eles podem desfrutar? Amem muiito queridos!!


12 de junho de 2018

ENAMORADOS

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, céu e atividades ao ar livreResultado de imagem para imagem de um coração apaixonado
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe". 
Mateus 19:6


 COM A IMAGEM DO CASAL 
Daniel Rocha e sua amada Suelvy , 
 SAÚDO A TODOS OS ENAMORADOS  EM SUA DATA ...

11 de junho de 2018

notinhas

Gastronomia de nome


Aqui e no exterior o sucesso e o mesmo pela excelência da sua gastronomia nordestina, o restaurante Mangai abre sua segunda casa em Natal e quinta no país.
 O novo espaço, que está localizado no bairro de Ponta Negra, chega trazendo novidades como menus exclusivos para happy hour e jantar à la carte. 
A abertura oficial ao público acontecerá nessa sexta-feira, a partir das 11h. Vale conferir.


Resultado de imagem para 8º Congresso da Sociedade Brasileira de ComputaçãoO Centro de Convenções de Natal será palco do maior evento acadêmico de Computação da América Latina
38º Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. 
O CSBC 2018 está sendo organizado pelo Departamento de Computação da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte e acontecerá entre os dias 22 à 26 de julho.
 Com o tema “Computação e Sustentabilidade”, o encontro oferecerá aos participantes quatro dias de intensa vivência para um amplo debate sobre como a computação impacta as questões ambientais.

10 de junho de 2018

Tempos Difíceis


Nem sei se estamos realmente vivendo tempos difíceis, mas não vejo que as coisas estejam certas. É complicado lidar com pessoas que deixam claramente a sensação de não quererem fazer as tarefas como devem.

 Não que devam ser obrigadas por serem remuneradas para tal mas, ao menos o respeito de sua escolha e decisão na carreira que está seguindo, principalmente àqueles a quem você tem que dedicar especial atenção.

Lidar com o ser humano é deveras complexo e muito delicado. Dependendo de como você lhe dirige a palavra, sua reação pode ser a menos esperada. E aí, o que fazer nesse momento tenebroso?
Todos temos nossos sonhos, nossas conquistas e basta fazer nosso esforço para que conquistemos cada vitórias dessas. Porém, nada nesse mundo é fácil como gostaríamos que fosse, muito pelo contrário, viver é para os fortes. Se se sentir fraco em meio a tempestade, com certeza você será levado com ela.
Bem. Acordei hoje sabendo que seria uma linda e agradável segunda-feira [quando escrevi este texto]. Para muitos, esse é o dia da semana que não se gosta. Todos tem que acordar cedo e ir para o seu trabalho, e isso requer um bom ânimo e positivismo. Mas estou aqui, dedilhando em meu teclado as ideias que surgem em minha mente e expresso aqui momentos que infelizmente acabam incomodando.
Meus amigos, não quero ser aquele ser chato que só fica reclamando da vida. Ou, por mais educado que eu seja nas vontades de que meus gostos sejam respeitados, qualquer pessoa acaba se sentindo escravizada.
Existem poucas que entendem minha situação e ofertam até um pouco mais que o necessário mas, quando veem alguém que sofre por se sentirem obrigadas a fazer algo que tem que ser feito, isso exige uma paciência descomunal.
São essas as palavras que estão borbulhando em minha mente, uma vontade de parar o tempo e tentar consertar as coisas que estão muito erradas. Eu me questiono, até onde isso vai dar? Como será quando isso tudo chegar ao extremo e, o que realmente quer que aconteça, o que realmente deve acontecer ou ser? Há alguma explicação para que o sentimento humano que aqui permeia esteja cada vez mais próximo da porta de saída?
Entendo que a crise que nos cerca de certa maneira tira o brilho de nossas faces e quando despertamos de uma noite mal dormida, acompanhados por um fantasma que nos assombra, permitindo que nossas mentes se transformem em um inferno cheio de pensamentos ruins, deixamos de pensar no próximo, agimos no piloto automático e sem que tenhamos algum conhecimento no universo que estamos nos envolvendo, não fazem as tarefas da maneira que devem ser feitas.
Falar sobre harmonia soa como um sussurro distante e distorcido. Parece que estamos vedados às emoções, e, quando um enfermo se mostra diante de você, por meros segundos, o medo lhe domina. O que fazer nesse instante? Como devo me apresentar? Ou o que tenho eu para lhe oferecer para que, ao menos, suas dores se tornem calmas?
Diante de tudo isso, o que mais se perde é a razão. Perder a razão não significa apenas estar esbravejado, gritando aos deuses palavras hostis e dirigindo-se ao seu irmão com o punho cerrado. Perder a razão é também estar em seu silêncio e achar que o que se deve fazer é apenas seguir os passos do outro. Porém, seguir apenas o que em sua frente se encontra não lhe traz aprendizado. Você apenas está omitindo seus gestos e assim, o primordial de tudo que deveria ser passa em sua frente, como a brisa leva o tempo, e este jamais retorna.
É mais que óbvio que não queríamos ter que lutar na vida para termos o sustento de nossas casas. Seria deveras maravilhoso que tudo caísse do céu e assim nos acomodássemos em paredes de madeira. Mas de que adianta viver assim? A vida não é isso, ela todo santo dia deita sobre nós e esbofeteia nossas faces na exigência de nossa luta, pois em suas mãos, ela tem sim, condecorações a nos ofertar.
E assim, diante da montanha que em minha frente desponta, mesmo eu, por mais que a fraqueza me domine, tenho forças para lutar, para guerrear, para vencer.
Por favor, se um dia, diante de sua presença, eu quiser lhe ensinar algo, não me considere o pior dos piores. Não diga que deixo de ser humilde pois realmente posso não ser, mas o que pretendo é que você possa enxergar que você também tem o direito de ser um grande vencedor, sendo que na verdade, você pode não ver mas, sim, você é muito mais do que imagina ser.

Paulo Henrique Machado é morador do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas de São Paulo desde 1 ano e meio de vida, quando contraiu poliomielite. Ligado a um respirador artificial, escreve sobre como tudo chega até ele, o que aprendeu e o que observa de cada situação